Paróquia

Paróquia Santíssima Trindade

08h

10h
17h
19h
18h30
- Folga do Pároco (Pe. substituto) - Terço todos os dias, 18h - Grupo de Oração na Igreja após a celebração
18h30
- Terço todos os dias 18h
18h30
- Terço todos os dias 18h
18h30
- Terço todos os dias 18h- Após a celebração Terço dos Homens.
18h30
- Terço todos os dias 18h
18h

Comunidade Nossa Senhora Aparecida

Sábado
17h
Você está em:

A Paróquia Santíssima Trindade foi criada em 31 de dezembro de 1960. Entre 1961 e 1965, estiveram à frente da Paróquia os padres Armando de Marco e Aventino Alves Machado. Em 7 de julho de 1965, o padre Antonio Lorrenzo Martinez foi designado pároco.

No início as missas eram celebradas em residências. A partir de 1966, passaram a ser celebradas no abrigo do Edifício Arimar, na Avenida Afonso XIII,  580. Sob a coordenação do senhor Antonio Mourão, a comunidade se organizou para angariar fundos para a construção da igreja.

Também em 1966 foi lançada a pedra fundamental da igreja, com missa campal presidida pelo então bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, dom Serafim Fernandes de Araújo, em terreno doado pelo casal Willer de Magalhães Pinto e Olga Gutierrez Pinto, e a senhora Aurora Gutierrez Zander.

Em 1969 foi criada a comissão do projeto da construção, sob a responsabilidade do engenheiro Marcelo Morais Rezende. Nesta época o pároco era o padre Vicente Megale. Em 1971, a construção da nova igreja passou a ser de responsabilidade do engenheiro Marcus Resende Kfoury.

Em 19 de maio de 1971, dom João de Rezende Costa autorizou a edificação da nova igreja e em 6 de junho 1971, teve início a construção do novo salão paroquial.

Em 15 de agosto de 1971, foi publicado o primeiro número do boletim paroquial Paróquia Presente.  Os responsáveis por este primeiro informativo foram Frederico Ozanan Ramos, Maria Conceição Elói e Júnia Camissara Rodrigues.

A paróquia continuou sua caminhada pastoral, com alguns marcos importantes:

25 de junho de 1972 – Primeira comunhão de 45 crianças, celebrada por Dom Serafim Fernandes de Araújo.

19 de novembro de 11/1972 – Primeira celebração do Sacramento da Crisma, 40 crismandos, celebrada por Dom João de Rezende Costa.

28 de março de 1973 – Primeira reunião do grupo de senhoras encarregadas pelas obras sociais da Paróquia.

Junho de 1973 – Início dos trabalhos dos Vicentinos na Paróquia.

16 de julho de 1973 – Ordenação presbiteral do padre Henrique de Moura Faria, celebrada por Dom Serafim Fernandes de Araújo, na igreja Nossa Senhora do Pilar.

Em 22 de agosto de 1973, Padre Henrique de Moura Faria foi nomeado vigário cooperador, e posteriormente, em 19 de agosto de 1974, vigário paroquial.

O curso para empregadas domésticas na paróquia foi criado em 4 de abril de 1974. No mesmo ano foi criado o grupo de Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística (MECE) e instalado o Conselho Paroquial.

Em março de 1976 foi criada a comissão do Dízimo.

A presença dos jovens na nova Paróquia se iniciou com o Encontro de Jovens no Colégio Dom Hélder, em 1976 e entre 1977 e 1978. Foram vigários nesta época, os padres Luiz Fernando Prado (1980 a 1981) o padre Aparício (1984) e Jairo Boussada (de 1974 a 6 de junho de 2002, quando faleceu).

A inauguração oficial da igreja foi em junho de 1979, na Festa da Santíssima Trindade.
O padre José Cândido da Silva foi nomeado em 8 de fevereiro de 1981. Durante o seu ministério foram criados os seguintes movimentos pastorais: Apostolado da Oração e Legião de Maria (1981); Encontro de Casais com Cristo – ECC (1982); Coral da Santíssima Trindade e Grupo de Oração (1988); Associação do Pequeno Cristo (1992). Em 25 de maio de 1991, foi inaugurado o Centro Pastoral Comunitário.

Foram vigários neste período os padres Antonio Damásio Rego Filho (1992-1993), Padre José Carlos Silva (1992) e Padre Carlos Henrique Corrêa Senna (1994).

O Padre Nereu de Castro Teixeira foi nomeado pároco em 4 de agosto de 1995. Destacam-se como marco de seu ministério pastoral a inauguração da Casa do Pequeno Cristo (21/10/1995); a visita pastoral de Dom Serafim Fernandes Araújo (18/06/2000); a criação do jornal “Trindade Notícias” (2003); a pesquisa de opinião na Paróquia, quando foram ouvidos cerca de 800 paroquianos que frequentavam as missas de fim de semana. Com base no resultado, foi feito um plano de melhorias para a Paróquia.

Foram vigários paroquiais: os padres Mauro Luiz da Silva (2001), Nivaldo Magela de Almeida Rodrigues (2000) e José Edjaldo Andrade (2001) que também foi (em agosto de 2003) nomeado administrador paroquial.

Padre Nivaldo dos Santos Ferreira foi nomeado pároco em novembro de 2003 e permaneceu na Paróquia até fevereiro de 2011. Entre suas atividades pastorais destaca-se: a criação do Conselho Econômico Pastoral (março de 2004); os movimentos de espiritualidade Mãe Peregrina (2005) e o Encontro de Jovens com Cristo (2009); o Grupo Recreativo e Educativo Santíssima Trindade – GREST (2007); o Grestinho Dominical (2008) e o intercâmbio pastoral Internacional de jovem com a Diocese de Treviso Itália.  Foram criadas a Pastoral Familiar e a Comunidade Nossa Senhora Aparecida, no Morro do Cascalho.

Vigários paroquiais deste período: padres Gastão de Jesus Jorge (2004-2005) e Joel Maria dos Santos (2008).

Padre Aureo Nogueira de Freitas foi nomeado pároco em fevereiro de 2014 e permaneceu na Paróquia até janeiro de 2015. Durante seu ministério pastoral, destacam-se: a intensa formação pastoral; a investidura de novos Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística; a criação de conselhos na comunidade da Capela Nossa Senhora Aparecida.

Foi vigário nesta época o padre Orlando Pereira de Azevedo.

O padre José Roberto de Abreu e Silva foi nomeado pároco em 1 de fevereiro de 2015. É o atual pároco. Em sua caminhada no ministério pastoral na Paróquia destacam-se: a reforma do Presbitério; a criação da Pastoral da Acolhida; a criação da Pastoral da Comunicação (Pascom); a instituição do Ministério do Leitorato; a reforma do salão de eventos do Centro Pastoral; e a reforma do salão da Capela Nossa Senhora Aparecida.

O Padre Evandro Campos Maria foi vigário na Paróquia.